Notícias


TREINAMENTO E CAPACITAÇÃO

09/10/2020

Encomendado pela Diretoria do Cispar, ouvida sua área de engenharia, definiu-se que capacitar no tema de OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO DE SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO, para Supervisores e Operacionais das Autarquias, era tema da maior relevância. Por conta da pandemia, decidiu-se que a modalidade TREINAMENTO À DISTÂNCIA seria a modalidade mais adequada ao momento, a ser complementada, em breve, na modalidade de OJT – On the job training (treinamento no local de trabalho), com mais prática e menos teoria.

Sendo assim, dois cursos foram idealizados; o primeiro, abordando a MANUTENÇÃO DE SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO, com ênfase aos serviços executados em campo, via de regra muito criticados pelos usuários, sempre pedindo urgência, e sempre reclamando de que valas ficaram abertas. Como propostas, abordaram-se os seguintes conceitos que, uma vez dominados, melhoram a imagem das autarquias, e proporcionam ganhos de qualidade e produtividade na execução dos serviços: 1) a norma brasileira 24510, que estabelece quais são as expectativas e necessidades dos usuários que deveremos atender; 2) programa 5S, para melhorar as condições de trabalho das equipes executoras; 3) diagnóstico da manutenção; 4) como melhorar a manutenção; 5) como implementar as mudanças no gerenciamento  do dia da manutenção, melhor dimensionando as equipes e bem aparelhando-as; 6) que tecnologias deveriam usar, principalmente trazendo para o  campo os melhores recursos, apoiados por ordens de serviços sistêmicas e se, possível, eletrônicas.

Como segundo tema, abordou-se como diagnosticar, planejar, executar e controlar a operação de sistemas de agua e esgoto. Historiou-se a operação de sistemas, desde quando o marco regulatório 6528/78 tornou obrigatória a macromedição, seguido dos seguintes assuntos: 1) diferenças entre operação e manutenção; 2) como diagnosticar sistemas de água e esgoto, enfatizando-se projetos pioneiros da Funasa, que patrocinaram diagnóstico de 14 autarquias do PR; 3) como diagnosticar a operação de sistemas de água e esgoto; 4) como elaborar plano de operação de sistemas, para situações normais e de contingência; 5) estratégia para implementar esses planos, com foco em: metodologias de PLANEJAMENTO E CONTROLE DA OPERAÇÃO, PADRONIZAÇÃO DE ATIVIDADES DE ROTINA, IMPLANTAÇÃO DE CENTROS DE CONTROLE OPERACIONAL, AUTOMAÇÃO, PROGRAMAS DE CAPACITAÇÃO BLENDED LEARNING (educação mixta, presencial, EAD e OJT), entre outras medidas.

Durante os dias 5 e 6 de outubro, sob a coordenação do Diretor Executivo Valter Bossa, o consultor Mario Baggio, sócio-diretor do grupo HWater Solutions, ministrou aulas durante 7 horas, atendendo a mais de 20 computadores online, que compunham as salas de aula nas autarquias, cada sala com dezenas de pessoas. Segundo depoimentos de Diretores de SAAE’s, supervisores e operacionais de operação e manutenção, os assuntos foram enriquecedores, trazendo novas soluções, inovadoras, para o dia a dia de campo das autarquias do PR. Também segundo Bossa, o treinamento, ainda que à distância, pode mobilizar as equipes de operação e manutenção dos SAAE’s, acreditando que cada autarquia deve ser uma empresa-escola, investindo na capacitação de seus servidores. Trata-se, ainda segundo ele, de papel relevante do Cispar, acreditando na prática da educação, caminho sem volta, melhorando as competências dos bravos e aguerridos servidores do saneamento municipal do PR.